Porque você deveria estar vivendo e não apenas deixando a vida passar.

 

Recentemente, tive uma experiencia e quero compartilhar com você. Será que estamos vivendo  ou  apenas deixando a vida passar diante de nossos olhos? Uma reflexão que vai revelar por quê você deveria estar vivendo sua vida. Confira.

 

Precisei ir á cidade com meu filhinho Caue, porem não sabia ao certo o ônibus que nos levaria a nosso destino.

Ao  chegar ao ponto e pedir informações a respeito,  fui avisada de que o ônibus que eu precisava tomar, tinha acabado de sair.  

O que era pior, ele passaria novamente apenas dentro de uma hora, “o que vou fazer durante uma hora”?  Se voltar pra casa é provável que não consiga retornar no horário certo”.
Então decidi ficar e esperar “ quem sabe  passe outro ônibus.” Quinze minutos se passaram, vinte, vinte e cinco…dezenas de outros ônibus que faziam outro percurso passaram por nós.
“É acho que vai demorar um pouco.”- pensei desanimada.
Resolvemos caminhar, levei o Caue para ver algumas coisas na loja de brinquedos e fomos a uma loja de roupas.
Enfim quando estávamos cansados de andar olhei no relógio, haviam passado apenas 15 min. E o menino me perguntando:
__ Mamãe cadê nosso ônibus?
__Também gostaria de saber meu amor.
Decidimos  sentar e começamos observar as pessoas que passavam.

Preste atenção as pessoas a sua volta

Uma jovem apressada atravessou a rua correndo e por pouco não foi atropelada por uma moto.
Um senhor passeava com um cachorro, uma senhora perguntou-me as horas.
Uma criança andava pela calçada com sua mochila nas costas e um fone no ouvido.
Um carro com um som ensurdecedor tocava uma musica com palavras de baixo calão, não preciso dizer que tipo de musica era não é?
Meu filho a essas alturas queria pegar o primeiro ônibus que passasse não se importando com seu destino. Ofereci-lhe uma revistinha para ele olhar,tentando distraí-lo .
Neste momento, algo me chamou a atenção:  um casal parou no ponto de ônibus. Algum tempo depois a mulher atravessou a rua e entrou em uma loja em frente ao ponto.
Depois voltou e disse algo ao homem, ele apenas sorriu enquanto conversavam.
Esperaram mais algum tempo e ela sem paciência para esperar, novamente saiu do ponto de ônibus.Entrou na padaria ao lado, dizendo ao homem “vou comprar pão”, essa frase  pude ouvir de onde estava, pois ela disse em voz alta.
Novamente ao aproximar-se do homem disse lhe algo, mas dessa vez ele não mais lhe sorriu e respondeu-lhe secamente . O que também não pude ouvir devido a distancia em que eles estavam.
Ela olhou de soslaio e com ares de pouco caso afastou-se dele e sentou-se ao meu lado. Curiosa perguntei-lhe se esperava o ônibus que ia para a cidade, ela sorrindo me respondeu,
__Não meu ônibus passa toda hora, o problema é que todas as vezes que ele passa, eu não estou no ponto, já perdi três vezes.
Conversamos uns cinco minutos, então o ônibus dela passou, ela e o homem entraram ainda sem se falar.

 Você só precisa parar um pouco

 
Enquanto eu esperava pacientemente pelo meu ônibus ela havia deixado a chance escapar por três vezes e ainda havia deixado seu companheiro aborrecido com ela.  
Novamente a jovem apressada passou por nós e continuava com pressa, o senhor com seu cão voltavam  de seu passeio matinal, o carro com o som ensurdecedor, …
Nesse momento percebi que já haviam passado mais de uma hora, e eu estava observando as coisas a minha volta que  nem me dei conta que finalmente meu ônibus estava vindo.

 

Porque você deveria estar vivendo melhor sua vida.

 
Amiga da mesma maneira acontece com a nossa vida.
Será que estamos vivendo  ou  simplesmente deixando-a passar diante de nossos olhos?
Reflita em qual dessas situações você se encontra?
Como a jovem sempre apressada, que quase foi atropelada?
Distraída com suas coisas, como o  garoto dos fones de ouvido?
Incomodando os outros como o rapaz do carro com som alto?
Perdida no tempo. Como a senhora que não sabia as horas? 
Deixando as oportunidades passarem por você enquanto outros esperam por uma unica chance ? Como a mulher que perdeu propositalmente 3 ônibus.
Sempre tão ocupada como eu?  Que não me lembrava de quando foi  que passei uma hora inteira  com meu filhinho. 
Emocionada percebi que não havia perdido uma hora e sim ganhei algo muito importante um momento a sós com meu pequeno e uma grande lição, a oportunidade de parar um pouco em meio ao corre -corre da vida e apreciar as pessoas que amo e as que passam por mim, todos os dias!
E você, tem alguma experiencia para contar? Adoraria saber nos comentários.
Um abraço.